Evelyn de Paula Pereira | Psicomotricidade

Entenda o desenvolvimento motor do seu filho e como você pode ajudar

A educadora física Evelyn de Paula Pereira explica as fases do desenvolvimento.

Publicado em 11/07/2017

Evelyn de Paula Pereira

Evelyn de Paula Pereira - Psicomotricidade

Colunista
compartilhamento:
  • Compartilhar no Facebook
  • Twittar
  • Compartilhar no Google Plus
Entenda o desenvolvimento motor do seu filho e como você pode ajudar

Como já visto, a relação mãe e bebê é o que promove segurança na criança. Logo, durante os primeiros anos, a presença da mãe é fundamental para auxiliar a desenvolver a autoconfiança e autonomia.
 

Alguns fatores são fundamentais para que o bebê receba estímulos adequados como:
 

1) saber o que cada fase de crescimento desenvolve;
 

2) respeitar a maturidade;
 

3) valorizar suas conquistas;
 

4) dar apoio emocional para executar os exercícios;
 

5) dialogar com o bebê durante as brincadeiras;
 

6) o ambiente não pode ser poluído por excesso de brinquedos;
 

7) Não exigir e não antecipar habilidades. Cada criança desperta a seu tempo tais conquistas;
 

8) Brinque junto com seu filho, você é a referência para ele;
 

9) Não confundir suporte com superproteção ao executar as atividades. A criança precisa lidar com as frustrações também para crescer.
 

Todas as fases são fundamentais que seu filho passe para obter um bom desenvolvimento. Para isso, é importante conhecer quais transformações o bebê passa até os dois anos de idade.
 

Segue abaixo as principais transformações corporais, fase a fase:
 

  • Recém-nascido até o terceiro mês, o bebê ainda desperta o corpo, pois está me "fase uterina" de rigidez natural, e gradativamente, vai soltando através de relaxamento.
     

  • No terceiro mês o tônus muscular da nuca e do pescoço vai se organizando em funções dos eixos corporais. Ao passar da posição deitada e sentada com apoio, sua cabeça tem que se manter bem firme, o pescoço serve de suporte firme a fim de que a criança possa orientar o olhar em direção a um estímulo visual e sonoro.
     

  • Do sexto ao oitavo mês, o bebê vai conquistar a verticalidade e equilibrar-se em posição sentada. Esta aquisição vai permitir que o bebê tenha maior autonomia e maior visão do ambiente, graças à possibilidade de aperfeiçoamento dos movimentos associados dos olhos e da cabeça. Nessa posição o bebê se sentirá mais seguro nas experiências com manipulação, já os braços estão liberados e o tono da cintura escapular está bem desenvolvido.
     

  • Dos nove aos doze meses, o bebê reforça a cintura pélvica, primeiro rastejando, depois engatinhando, ultrapassando objetos, fatores estes, indispensáveis para as outras fases evolutivas do bebês para ficar em pé. Entre o décimo e doze meses, o bebê ficará de pé com apoio e passará a andar primeiro titubeando e depois com mais firmeza.
     

  • Dos doze a vinte quatro meses, o bebê firma a marcha, para obter um equilíbrio geral. Este equilíbrio, que ainda é precário vai se firmar com o próprio exercício da marcha, que será uma atividade dominante neste período.
     

As habilidades corporais citadas acima estimulam o desenvolvimento psicomotor de base, e toda a base de movimento parte de movimentos rígidos e primitivos, para em seguida, ocorrer o despertar do corpo ao meio em que vive e suas experiências. E, aos poucos, a criança vai descobrindo e ampliando novas possibilidades motriz, partindo de gestos simples, a outros mais complexos, e, passa a executar, a elaborar e a controlar melhor o seu corpo e movimentos.
 

Portanto, o bebê vai organizando suas funções corporais quanto ao seu tônus, coordenação e equilíbrio. E, gradativamente, vai construindo a noção do "Eu" no mundo onde vive. E, por fim, o bebê se fortalece emocionalmente e cognitivamente através de toda sua experiência exploratória. Por isso, mamães, estimular adequadamente cada fase do bebê fará toda diferença no seu desenvolvimento motor e emocional e neurológico de base.

compartilhamento:
  • Compartilhar no Facebook
  • Twittar
  • Compartilhar no Google Plus

Sobre o colunista

Evelyn de Paula Pereira

- Cref.003174-G/SP
 
- Professora de Educação Física
 
- Pós-graduada em Estimulação Psicomotora pelo ISPE-GAE
 
- Graduada pela UNIFMU
 
- Autora do site www.corpoematividade.com.br
 
- Professora de estimulação Psicomotora no Colégio My Place para bebês até 2 anos.
 
- Professora de natação e estimulação psicomotora em solo para bebês até 2 anos na Academia Bodytech unidade Shopping Eldorado São Paulo
 
- Ministra palestra de orientação para ensinar pais, bercaristas e professores a estimular bebês.