Mães & Filhos | NOTÍCIA

5 formas de estimular seu filho à leitura

Pais e escola devem trabalhar juntos para desenvolver o gosto pelo mundo dos livros.

Publicado em 26/04/2017

Laís Bola

Laís Bola - Conteúdo yellow.a

Somos Mães de Primeira Viagem
compartilhamento:
  • Compartilhar no Facebook
  • Twittar
  • Compartilhar no Google Plus
5 formas de estimular seu filho à leitura

Engana-se quem acha que somente a escola tem o papel de educar e estimular os pequenos no fantástico mundo dos livros. Pais e familiares têm papel fundamental nesta tarefa que deve ser inserida na rotina da criança de forma prazerosa, sem imposições.

 

“O gosto pela leitura precisa ser desenvolvido desde cedo. Se a criança cresce vendo que a leitura faz parte do cotidiano de sua família, a chance dela tornar-se uma leitora é grande”, afirma Katarina Bergami, Coordenadora Educacional da Faces Bilíngue, em São Paulo. “O aluno habituado à leitura tem desempenho diferenciado: ele demonstra mais cultura, tem um repertório de informações variado, sabe argumentar e até fazer reinvindicações com mais propriedade”, completa.

 

Em recente pesquisa, promovida pelo Instituto Pró Livro, mostrou que o brasileiro lê muito pouco. Apenas 26% dos entrevistados disseram ter comprado um livro nos últimos três meses. 73% prefere assistir TV no tempo livre e 43% disseram que não leem por falta de tempo.

 

A seguir, a educadora Katarina Bergami compartilha conosco 5 dicas para que seu filho apaixone-se pelo mundo dos livros:

 

  1. SEJA EXEMPLO

“Não adianta dizer ao seu filho que ele precisa ler se você não lê – nem livro nem jornal ou uma revista. Se ele crescer num ambiente familiar onde a leitura tem espaço, é grande a chance de também incorporar e valorizar este hábito”.

 

  1. DESLIGUE A TV

“Em muitas casa, a TV fica ligada o tempo todo, mesmo se as pessoas estão envolvidas em outras atividades. Que tal desligá-la por um tempo quando toda a família estiver reunida? Neste momento, pegue algo para ler e estimule o seu filho a fazer o mesmo”

 

  1. INCENTIVE O CONTATO

“Que tal criar um cantinho para os livros na sua casa? Pegue uma cesta, um móvel que esteja encostado ou instale algumas prateleiras e coloque alguns livros para que os pequenos possam vê-los e pegá-los”

 

  1. RESPEITE O GOSTO DO PEQUENO LEITOR

“Se o seu filho gosta muito de futebol, por exemplo, que tal começar com os livros que falam deste universo? Ele não se interessou por nenhum livro? Que tal checar se há alguma história em quadrinhos? Os pais que querem formam leitores precisam mostrar as possibilidades de leitura e, sempre, respeitar o gosto do leitor”.

 

  1. SEM PRESSÃO

“Incentivar é uma coisa. Obrigar é outra. Ninguém passa a gostar de ler se sentir-se pressionado ou obrigado a fazê-lo. Também não vale ficar perguntando, o tempo todo, se gostaram ou entenderam a história de determinado livro. Vá com calma! Deixe os pequenos descobrirem o prazer da leitura com tranquilidade. Só assim esta descoberta será feliz e se transformará num hábito”.

 

DICA BÔNUS!

 

“No mundo em que vivemos, uma das lições mais difíceis de ensinar a crianças é que elas não podem ter tudo”, comenta Ricardo Almeida, do Fábrica de Historinhas, que produz livros personalizados para os pequenos. “A dificuldade é por motivos óbvios: brinquedos estão por toda parte, há uma centena de canais de TV, há um Youtube inteiro com desenhos sob demanda”.

 

Ricardo desenvolveu uma técnica pessoal com sua própria filha, de 5 anos, para estimulá-la à leitura. Em vez de ler um livro enorme de fábulas de uma só vez, foi contando pequenas histórias por noite, deixando-a curiosa para o próximo dia. “Nas noites seguintes, a agonia foi cedendo espaço à curiosidade. Ela já sabia que veria uma história por noite – e ficava ansiosa pela noite e por saber quais novos mundos desbravaríamos naquele livro”.

 

Conheça mais sobre o Fábrica de Historinhas na loja online do Somos Mães de Primeira Viagem: http://bit.ly/2p7I0HY

compartilhamento:
  • Compartilhar no Facebook
  • Twittar
  • Compartilhar no Google Plus