Mães & Filhos | NOTÍCIA

Como garantir qualidade de sono para o bebê

Estabelecer uma rotina é essencial para o desenvolvimento dos pequenos.

Publicado em 06/06/2017

Marcela Lima

Marcela Lima - Conteúdo Somos Mães Agência Digital

Somos Mães de Primeira Viagem
compartilhamento:
  • Compartilhar no Facebook
  • Twittar
  • Compartilhar no Google Plus
Como garantir qualidade de sono para o bebê

A rotina de sono do bebê (ou a falta dela) é um dos assuntos da maternidade que mais geram dúvidas, principalmente entre os pais de primeira viagem.

 

Os bebês precisam de mais horas e sono do que os adultos, principalmente os menores de três meses, que costumam descansar o dobro de horas. “A quantidade de horas de sono é inversamente proporcional à idade da criança, ou seja, quanto menor o bebê, mais horas de sono ele necessitará", explica a Dra. Maria Julia Carvalho, especialista em oncohematologia infantil.

 

Mas o que deixa os pais de cabelo em pé é a rotina de sono durante a noite, isso porque muitos não entendem que o pequeno acorda várias vezes durante a madrugada. "Como cada bebê é diferente, alguns podem dormir muito mais ou durante mais horas seguidas do que outros", afirma a Dra. Maria Júlia. Para a médica, o importante é ajudar a criar uma rotina de sono ao bebê, respeitando o seu ritmo de desenvolvimento.

 

Observar o comportamento do seu bebê é essencial para saber se está indo tudo bem. Pergunte-se: Apesar da duração da soneca, seu bebê acorda bem? Ele deve estar com a necessidade de sono atendida. Seu bebê chora demais e passa o dia todo apresentando sinais de sono e cansaço e recusa a amamentação? Pode estar precisando de mais tempo de sono.

 

"Crianças que dormem o número de horas adequadas para a idade apresentam um bom desenvolvimento da atenção, comportamento, memória, controle emocional, qualidade de vida e boa saúde física e mental", complementa. 

 

Se a rotina de sono dia não for respeitada, o desenvolvimento do bebê pode ter alguns distúrbios de comportamento:

 

  • Ansiedade;

  • Irritação;

  • Menor nível de interesse e habilidade para resolver problemas;

  • Lentidão motora.
     

Vale lembrar que o sono do recém-nascido é completamente diferente de bebês maiores: "Nessa idade, o sono é regulado basicamente pela sensação de fome, e não pelo fato de estar claro ou escuro. Ou seja, o dia e a noite são exatamente iguais para o bebê pequeno", explica. 


4 meses – a idade do amadurecimento

 

Segundo Maria Júlia, o ciclo biológico do bebê só começa a amadurecer a partir dos 4 meses. "Os ciclos de sono dos bebês menores de 3 meses são mais curtos e acontecem mais vezes durante a noite – além de ficarem mais tempo em sono leve, eles têm mais estágios intermediários de breve despertar". 

 

"Além disso, os bebês têm mais sono profundo na primeira parte da noite (até aproximadamente 2h da manhã) e no começo da manhã. O resto da noite é marcada pelo sono leve, períodos de breve despertar e sono REM (relacionado aos sonhos)", ressalta a doutora. 

 

O choro e seus significados

 

Os ciclos curtos também explicam porque os bebês não dormem uma noite inteira e podem acordar várias vezes durante a madrugada. Porém, se o seu filho chora, é porque tem alguma necessidade. "Recém-nascidos não fazem manha, mas choram para se comunicar. Se seu bebê chora muito, ele pode estar com fome, com sono, com cólicas ou algum outro desconforto, com frio ou calor, fralda suja, etc. Se o choro é estridente, forte e contínuo, a melhor opção é levar ao pediatra para que o bebê seja examinado". 

 

Dicas da especialista:

 

  • Assegure que seu bebê esteja bem confortável para dormir, em um ambiente silencioso e com iluminação leve;

  • Estebeleça uma rotina adequada para a sua idade;

  • Evite alimentos que prejudicam o sono;

  • Crie hábitos para a criança aprender e entender que precisa dormir sozinha em seu quarto;

  • Depois do jantar, investa em atividades mais leves para a criança "desacelerar" um pouco.

 

Tudo isso pode ajudar seu pequeno a ter uma rotina mais agradável de sono e a melhorar o desenvolvimento dele. É importante você respeitar cada fase e criar uma rotina a partir dessas mudanças. E, claro, assegure-se do conforto e segurança do seu filho.

compartilhamento:
  • Compartilhar no Facebook
  • Twittar
  • Compartilhar no Google Plus