Tentantes | NOTÍCIA

Aborto repetido

Como posso evitar que isso aconteça?

Publicado em 03/03/2017

Marcela Lima

Marcela Lima - Conteúdo yellow.a

Somos Mães de Primeira Viagem
compartilhamento:
  • Compartilhar no Facebook
  • Twittar
  • Compartilhar no Google Plus
Aborto repetido

O aborto espontâneo é uma fatalidade que atinge cerca de 20% a 25% das mulheres que engravidam. Não existe uma causa específica para esse problema, mas pode ser por má-formação cromossômica, problemas alérgicos, imunológicos e coagulação sanguínea. 

 

No caso de acontecer uma sequência de abortos, é preciso procurar um especialista para examinar o caso e recomendar um tratamento adequado. No caso de abortos repetidos as causas podem ser trombofilias e imunológicas. 

 

O corpo da mãe identifica o bebê como um corpo estranho e rejeita a carga genética do pai, criando assim anticorpos, isso acontece quando o aborto é causado por algum fator imunológico. Esse problema pode ser diagnosticado através de um exame chamado Cross Match, e o tratamento é feito com vacinas feitas com o sangue do pai. 

 

Já a trombofilia é alteração de coagulação do sangue, pode ser hereditária ou adquirida. Nesse caso o risco de trombose aumenta, o que prejudica também a circulação placentária. Além do aborto, a trombofilia pode causar infertilidade e desencadear uma série de problemas durante a gestação, como descolamento prematuro da placenta e pré-eclampsia. O tratamento é feito com anticoagulantes. 

 

O correto é você procurar um especialista para poder tratar possíveis doenças que estão impedindo de prosseguir com uma gravidez saudável e tranquila. Assim, você evita frustrações e garante a sua saúde e a do pequeno que está por vir. Procure o seu médico e converse com ele. 

compartilhamento:
  • Compartilhar no Facebook
  • Twittar
  • Compartilhar no Google Plus