Mães & Filhos | VITRINE

O fim do "olha o aviãozinho"

Livro da consultora britânica em saúde Gill Rapley que orienta desmame conduzido pelo próprio bebê ganha versão brasileira pela Editora Timo.

Publicado em 31/12/1969

compartilhamento:
  • Compartilhar no Facebook
  • Twittar
  • Compartilhar no Google Plus
O fim do

Para muitos pais, a hora da refeição dos filhos pequenos é um pesadelo: o aviãozinho está fadado a passar longos minutos sobrevoando a pista de pouso, que se recusa a permitir a aterrisagem. Mas e se ao passar do peito para o prato fosse permitido ao bebê fazer o que ele já faz desde que nasceu, escolher quando e como se alimentar? É o que preconiza o “desmame guiado pelo bebê” (BLW, na sigla em inglês), estratégia de introdução alimentar popularizada internacionalmente pela consultora britânica em saúde Gill Rapley, que estará em novembro no Brasil para encontros com pais e profissionais da saúde. 

 

A abordagem vem conquistando cada vez mais adeptos na Europa, nos Estados Unidos e, mais recentemente, no Brasil. Em novembro, o país ganha sua primeira edição do livro Baby Led Weaning, escrito por Rapley com a jornalista Tracey Murkett e traduzido pela Editora Timo. Rapley é a grande precursora dos estudos do tema, tendo criado o termo BLW e desenvolvido uma série de estratégias para sua aplicação. O livro é uma espécie de guia que oferece aos pais orientações sobre como apresentar alimentos sólidos aos bebês e dicas práticas para que eles desenvolvam sua alimentação de maneira confiante e alegre.

 

“Weaning” é a transição gradual que um bebê faz até deixar de se alimentar exclusivamente de leite materno, um processo que demora, pelo menos, seis meses, mas pode levar anos. O livro é sobre o início desse processo de desmame, desde o primeiro pedaço de comida sólida que o bebê ingere. Esses primeiros alimentos sólidos não substituem o leite materno ou a fórmula láctea infantil, mas fazem com que a dieta fique gradualmente mais diversificada. Na maioria das famílias, o desmame é guiado pelos pais, que decidem quando e como seus bebês deverão comer. A ideia do BLW é permitir que o bebê guie todo o processo, usando seus instintos e habilidades: em vez de papinhas, são oferecidos legumes, frutas e outros alimentos sólidos em pedaços para que ele próprio os pegue com as mãos e coma de maneira autônoma, abrindo um mundo de boas possibilidades para seu desenvolvimento.

 

Entre os benefícios estão o desenvolvimento da capacidade de mastigação do bebê, de sua destreza manual e da coordenação entre as mãos e os olhos. Com a ajuda dos pais, ele descobre uma grande variedade de alimentos saudáveis e aprende importantes habilidades sociais – enquanto come apenas a quantidade de que precisa, o que diminui as chances de desenvolver sobrepeso na infância. Mas, acima de tudo, ele vai gostar disso e estará mais contente e confiante nas refeições em família.

 

MAIS ANTIGO QUE PAPINHA. E MAIS SEGURO

 

O BLW é, como demonstra o livro, fácil, seguro e natural; e, como muitas boas ideias sobre a criação dos filhos, não é novidade. A abordagem é possivelmente mais antiga do que dar comida às colheradas, porque reflete o que os bebês fazem espontaneamente: a curiosidade os leva a explorar o que está ao seu redor, a agarrar objetos e a levá-los à boca. Naturalmente, eles passam a explorar a comida dessa maneira se têm a chance de fazê-lo.

 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda a introdução de alimentos sólidos a partir dos seis meses de idade e a maior parte dos países adota essa posição sem recomendações sobre como introduzir a nova dieta. Um bebê nessa idade tem capacidades diferentes de um de quatro meses, que ainda não é capaz de mastigar e de se alimentar sozinho, precisando que os alimentos sejam triturados ou que lhe deem comida na boca. Mas, desde que nascem, os bebês sabem qual é a quantidade de comida de que precisam e conseguem responder corretamente ao seu próprio apetite. Essa capacidade continua, a não ser que seja repetidamente contrariada – por exemplo, quando outras pessoas encorajam ou obrigam o bebê a continuar a comer quando ele já está cheio.

 

Estudos que subsidiam o BLW demonstraram que a coerção leva a uma maior probabilidade de se fazer más escolhas alimentares nesse importante processo de transição. A abordagem do desmame guiado pelo próprio bebê permite uma transição mais natural e gradual da amamentação para as refeições em família.

 

LANÇAMENTO NO BRASIL

 

“Baby-led Weaning: o desmame guiado pelo bebê” será lançado no Brasil em meio a uma série de encontros com as autoras, que estarão no país em novembro.

 

No dia 24 (sexta), das 14h às 18h, no auditório do Sindicato dos Médicos de São Paulo (Rua Dona Maria Paula, 78, Bela Vista), será realizado um encontro para profissionais de áreas relacionadas ao tema, entre médicos de diversas especialidades, fonoaudiólogos, nutricionistas, dentistas e outros. A programação contará com tradução simultânea, espaço para perguntas e respostas, autógrafos e fotos com as autoras, além de coffee-break para interação. Acesse: http://bit.ly/2yp6QZe

 

No dia 25 (sábado), das 13h às 18h, no Hotel Golden Tulip Paulista Plaza (Alameda Santos, 85, Jardins), um evento nos mesmos moldes do anterior será oferecido a mães e pais que tenham interesse no tema e buscam a chance de saber mais sobre a aplicação da abordagem. A Casa do Brincar estará presente apoiando as famílias que precisarem levar seu bebê de colo ou criança pequena, proporcionando espaço de recreação e trocadores. Acesse: http://bit.ly/2hNjJlh

 

No dia 27 (segunda), das 8h às 16h30, será realizado um workshop especial para profissionais de saúde interessados em aprofundar seus conhecimentos na abordagem BLW. O evento se dará em espaço exclusivo dentro da Praça São Lourenço (Rua Casa do Ator, 608, Vila Olímpia), com café da manhã, coffee-break e almoço em buffet completo e variado, além de estacionamento com valet e uma série de outros benefícios. Acesse: https://smpv.site/2yp4aL6

 

Todos os ingressos dão direito ao livro inédito e a certificado de presença, além de outros benefícios. As vagas são limitadas. 

 

SELO DE QUALIDADE SMPV

ONDE ENCONTRAR

Editora Timo





http://editoratimo.com.br/